Paris 9.2.2014 (Parte 1)

Eu não acreditei que a gente fosse mesmo a Paris ver os VIXX. Parecia um sonho, pareceu e continua a parecer que o foi. Ora aqui vai o meu testemunho:
Apanhámos a Ryanair que na altura estava mais barata. Atrasou-se 40 minutos no vôo para lá, mas não me importei, pois prefiro que haja atrasos do que problemas maiores como cair do céu só porque sim. Chegámos a um mini aeroporto, não maior que o de Bordéus e depois o autocarro para o centro da cidade (16€) 1.30h que ainda deu para dormir um bocadinho. Ao chegar a Paris foi um choque ao vê-la tão escura pelo tempo e por ser suja. Mas as pessoas são educadas, e apreciei muito isso, apesar de termos apanhado uma mega beta ao perguntar onde era a casa de banho pública. Pior não foi ser beta, foi o facto de eu ter tentado perguntar em francês e ela virar-se para a parente: "eles são sempre assim!" e depois exigir que disséssemos em inglês para depois nos responder: "ah não sei nada disso" virar costas e ir embora deixando-me a mim e à Cris a olhar para ela com tamanho desdém de choque de falta de etiqueta, da parte de uma francesa. Este parágrafo enorme não transcreve os nossos sentimentos na totalidade xD
Seguindo para o que interessa, fomos basicamente as primeiras da fila a chegar, só lá estavam duas francesas das Starlight France que nos deram as boas vindas e nos foram dizendo como iria decorrer mais ou menos as coisas. Outro choque foi quando chegou um senhor de origens duvidosas e nos diz: "aqui dorme um amigo meu, vocês não podem estar aqui..." era um sem abrigo a defender o lugar do amigo xD por isso ainda mudámos umas quantas vezes de lugar até nos instalarmos totalmente sem incomodar nenhum dos amigos e ele próprio. Digo já que eles estavam bem mais agasalhados do frio do que nós, o que foi um bocado ridículo ahaha.
Os membros organizadores estavam bem apedrejados de comida e bebida para dar a todos os fãs que se juntassem a nós entretanto, produtos adquiridos com doações dos fãs e a folha térmica para o frio da parte da embaixada coreana em Paris situada no Trocadéro (onde havia a única casa de banho mais próxima). Por volta das 4 horas da tarde do dia seguinte, começou a ficar tudo muito instável, franceses a tentarem-nos passar à frente como quem não quer a coisa, mas entretanto a Cris e eu rogámos pragas em português e deve ter sido o feeling que eles sentiam, iam-se embora ahaha também com a ajuda da organização que muito queridas e querido (tava lá um miudo lindo de cabelo azul) tentaram abrir os olhos ás pessoas e mandaram-nas para o fim da fila.
casas tradicionais

La Défense! 

compras alimentares no Auchan!

não precisa de apresentações =)


na fila, com vista privilegiada para a torre Eiffel

estava mesmo muito frio, aquele frio de queimar os dedos, tínhamos que animar a coisa de qualquer maneira

2 comentários:

Andrea Brito disse...

Ahah apesar dos percalços, viajar é sempre bom. O balm deixa os lábios completamente brancos, eu só uso mesmo na praia :)
beijinho e obrigada pelos comentários, gostei muito deste post! ;)

http://finddyourway.blogspot.pt/

Joana Teixeira disse...

eu adorei paris, e quando fui também foi pela ryanair e estava tanto frio que eu acho que usava praticamente as camisolas todas que consegui levar na mala umas em cima das outras xD